sexta-feira, 15 de fevereiro de 2008

¡Como echo de menos a los carnavales!

Contar para alguém que você é brasileiro aqui na Espanha é quase certeza de receber como resposta uma pergunta sobre o carnaval, principalmente o do Rio de Janeiro. Muita gente já começa a ver o Brasil com outros olhos, principalmente pelo crescimento da nossa economia, mas carnaval e futebol ainda são nossos principais produtos aqui fora.

E nessa época, em que as imagens das mulheres peladas chegam a bombardeio nas televisões daqui, a curiosidade dos europeus aumenta ainda mais.

Aqui também tem carnaval, mas não com a mesma popularidade do nosso. Os mais famosos são os de Cádiz, no sul do país, região da Andaluzia, e o das Ilhas Canárias, que pertencem à Espanha, mas estão no Atlântico, geograficamente mais próximos da África. Alí tem festa de rua, como no Brasil.

Na maioria das outras cidades acontecem principalmente festas em clubes, com gente fantasiada e sem samba. A tradicional festa pagã chegou a ser proibida aqui, durante a ditadura de Franco, entre 1939 e 1975.

Para não perder a tradição, eu festejei o carnaval com uma turma de brasileiros que moram aqui. Fomos para o apartamento de umas pernambucanas, sambamos, cantamos, tudo o que tinha direito. Mas a festa teve que acabar mais cedo, por volta das 3h30, com a chegada da polícia, avisando que não tínhamos tanto direito assim.

Na foto, Rodrigo e Verônica, dando um showzinho..

7 comentários:

vanessa disse...

kkkkkkkkkkkk..... teve até polícia no seu carnaval..... tenho q rir mesmo. O povo aí deve ficar louco querendo saber como são as coisas aqui neh.
Pois eh... nessas horas vc sente falta do Brasil????
Mas que bom q vc aproveitou o carnaval aí tbm.... sambou, cantou, dançou axé??? rsrsrsrs

Te adorooo amigo
Saudades
Bjus

Marcio Nel Cimatti disse...

Acho que é a pior imagem que podemos mandar para Europa são essas mulheres no carnaval.

Isso faz com que os gringos pensem que todas as brasileiras são assim.

Está na hora de vender uma imagem de país próspero e cheio de oportunidade e não incentivar o turismo sexual.

Abração!

Karina Almeida disse...

aqui nao tem carnaval :(

em agosto, os japoneses ateh fazem um carnaval a la carioca, mas nao me anima em nada.

eu queria era um trio eletrico na rua em pleno mes de fevereiro! hihihi...

mas com o frio que ta aqui, acho que nao ia fazer sucesso :P

Anônimo disse...

Oi Sávio... fico contente em ter notícias suas e saber que tudo caminha muito bem com você!
O bacana de sua "viagem", é que foi possivel perceber que mesmo estando longe nossa amizade sempre será a mesma, não muda nada, até parece que você está aqui em BH. Você me ouve e vice-e-versa, dá conselhos, continua sempre presente!
O seu Blog está ótimo, a forma como você escreve parece dar vida as notícias, as vezes até penso que estou aí com você... quando me assusto e acordo (rs) vejo q não tirei os pés do chão mas pude ir longe em pensamentos.

Saudades!

Do seu AMIGO!
Rodrigo Dibai.

Saviano Abreu disse...

Vanessa, a pior parte foi acalmar os policiais quando eles encrecaram com um dos meninos que, digamos, foi um pouquinho grosso com eles. Valeu a aventura.

Saviano Abreu disse...

Márcio, acredito que muito em breve esse panorama começa a mudar. Mas difícil tirar totalmente essa imagem que temos. E o mais engraçado é que as mulheres daqui sao muito mais "modernas", digamos, que as brasileiras.

Saviano Abreu disse...

Karie, aqui tem uns desfiles agora em março com carro alegórico e tudo. Mas a festa nao tem nada a ver com a origem do carnaval. Em breve conto como eh aqui no blog.
Rodrigo, bom te ver por aqui.. ve se aparece mais vezes. que bol saber que me faço mais presente pelo blog. essa eh uma das principais intençoes dos meus relatos aqui. saudade.